Gestão Integrada de Resíduos Sólidos: como transformar lixo em dinheiro

Reciclagem de Lixo poderia movimentar no Brasil R$ 20 bilhões por ano, mas o País só recicla 1,4% dos resíduos sólidos e perde R$ 8 bilhões anualmente nesse segmento, deixando de gerar emprego e renda

O lixo é uma fonte de riquezas. As indústrias de reciclagem produzem papéis, folhas de alumínio, lâminas de borracha, fibras e energia elétrica, gerada com a combustão. A reciclagem movimenta hoje, no Brasil, cerca de R$ 12 bilhões. Mas o País ainda deixa de ganhar por ano R$ 8 bilhões por não reciclar tudo que é possível, segundo estudo do Instituto de Pesquisas Econômicas (IPEA).
O planeta não agüenta continuar gerando lixo no ritmo atual. Muito menos o Brasil. Se o mundo tivesse hoje padrões de consumo semelhantes aos dos europeus ou norte americanos, seriam necessários mais dois planetas “Terra” párea garantir recursos naturais para a produção e consumo. É preciso, portanto, mudar, de forma que as cidades, cada vez mais inchadas, possam implantar formas mais sustentáveis de vida, reduzindo a geração, reaproveitando e reciclando o que é possível reciclar, gerando renda e trabalho ao mesmo tempo.
O 4º Encontro de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, que acontece no próximo dia 18 de março, no Centro Empresarial Rio (RF), tem exatamente esse propósito: buscar e difundir experiências novas ou já implementadas em várias cidades brasileiras, estados, empresas privadas e ONGs. As boas práticas existem e precisam ser divulgadas, debatidas e multiplicadas. Este ano, quando realizaremos a Copa do Mundo no Brasil, a questão da gestão integrada dos resíduos deveria estar equacionada, com o fim dos lixões, mas essa meta parece cada dia mais difícil de ser cumprida.

Cidades no limite
Somente a cidade de São Paulo produz mais de 12.000 toneladas de lixo por dia. Com este lixo, em uma semana dá para encher um estádio para 80.000 pessoas. No Rio de Janeiro, a quantidade de lixo produzida chega a 1,2 milhão tonelada por ano. Esse número representa apenas o que é recolhido nas ruas, nas praias e nas lagoas. Se somar com o que vem das casas, esse dado chega a nove toneladas por dia. Desse total de lixo recolhido, apenas três por cento é reciclado.
Em 2012, das 64 milhões de toneladas de resíduos gerados, 24 milhões seguiram para destinos inadequados. Isso equivale a 168 estádios do Maracanã lotados de lixo, segundo estudo da Abrelpe. Atualmente, apenas 1,4% dos resíduos sólidos é reciclado no país. E ainda assim, a reciclagem desempenha um papel importante na economia como geradora de empregos.
O Brasil avançou com o Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). O esforço para aumentar os índices de coleta seletiva e reciclagem, a partir dele, deixou de ser um problema do governo. Passou a ser responsabilidade compartilhada entre estados, municípios, empresas e sociedade. Muitas cidades ainda têm pouca ou quase nenhuma infraestrutura para implementar o patamar necessário de reciclagem no país, mas terão de se estruturar. E a chave para isso é separar os resíduos, buscar modelos e soluções eficientes para promover a coleta seletiva.
O momento é oportuno para o debate. O Encontro de “Gestão Integrada de Resíduos Sólidos” é uma oportunidade para essa discussão em torno de modelos, soluções, “cases” e experiências que possam ser difundidas por todo o País, de forma séria e criativa, apontar fontes de recursos, tecnologias e mecanismos destinados a buscar a capacitação dos gestores públicos, privados e de empreendedores que possam explorar essa verdadeira riqueza que é o lixo, com o engajamento da sociedade na busca de modelos eficientes de coleta seletiva e reciclagem.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo email inscricao.planeja@gmail.com , além dos telefones (21) 2262-9401 / 2215-2245. Mais informações no Blog http://planejabrasil.wordpress.com/

Estudantes e ONGs têm isenção na inscrição até o limite de 70 vagas que são limitadas.

Empresas de projetos e tecnologia, fabricantes de materiais e equipamentos e prestadores de serviços, gestão, coleta e reciclagem de resíduos, construtoras, empresas de engenharia, gestão de resíduos da construção interessadas em apresentar soluções e tecnologias para o setor através de palestras ou divulgar sua marca e produtos através de patrocínio podem entrar em contato com a área comercial da Planeja & Informa Comunicação e Marketing, através do telefone (21) 2244-6211.

Principais temas em debate

· A RIQUEZA DO LIXO
· O POTENCIAL DE NEGÓCIOS DO LIXO
· COLETA SELETIVA
· RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO
· MODELOS DE REDUÇÃO, REAPROVEITAMENTO E RECICLAGEM
· MODELO DE GESTÃO INTEGRADA
· EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Fonte: Envolverde

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
×

Tudo bem?

Clique no Profissional abaixo para conversar conosco.

×