SISEMA divulga índices de solicitação de autorizações para intervenção ambiental na Mata Atlântica

O Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) apresentou nesta-terça feira (13/08), informação referente às áreas autorizadas para supressão de vegetação nativa no bioma Mata Atlântica no Estado de Minas Gerais.  A mineração (44 %), agropecuária (30%) e silvicultura (19%) foram as atividades econômicas que solicitaram mais autorizações para intervenção ambiental (AIAs e DAIAs) no período de janeiro a julho de 2013.

A área requerida pelos empreendedores para supressão foi de 2171 hectares e a área efetivamente autorizada foi 16% menor, 1842 hectares. “Os analistas das nossas unidades regionalizadas, as Superintendências Regionais de Regularização Ambiental e os Núcleos de Regularização subordinados a elas, avaliam tecnicamente os pedidos e realizam vistorias para verificar as áreas. O que ocorre é que, geralmente, a parcela autorizada é menor do que a solicitada, já que os analistas excluem áreas por estas serem de grande relevância ambiental” explica a subsecretária de Gestão e Regularização Ambiental, Maria Cláudia Pinto.

Os municípios com maiores áreas autorizadas no período são:  Almenara (167 ha), Jaíba (147 ha) e Águas Vermelhas (115,22 ha). As regiões que concentram mais autorizações são as da Supram Jequitinhonha, Norte de Minas e Leste.  As Unidades de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos (UPGRHs) com mais áreas autorizadas são as do Rio Piracicaba – DO2 (408,58 ha), Rio Pandeiros e Calindó – SF9 (295,11ha) e Médio Baixo Jequitinhonha – JQ3 (213,69ha)

Visualize aqui o mapa de Minas Gerais com as áreas autorizadas com a divisão territorial por Suprams.

Visualize aqui o mapa de Minas Gerais com as áreas autorizadas com a divisão territorial por Unidades de UPGHs.

Fonte: http://www.semad.mg.gov.br/noticias/1/2001-sisema-divulga-autorizacoes-para-intervencao-ambiental-na-mata-atlantica – Diogo Franco
Ascom Sisema

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
×

Tudo bem?

Clique no Profissional abaixo para conversar conosco.

×