JÁ SOU CLIENTE

Fale conosco

JÁ SOU CLIENTE

Como funciona o processo de licenciamento ambiental?

Processo de licenciamento ambiental 11 etapas

Índice deste artigo:

Importância estratégica do processo de licenciamento ambiental para gerenciar riscos e garantir a sustentabilidade das operações

A importância da conformidade ambiental e da gestão de riscos é cada vez mais reconhecida no ambiente empresarial. Empresas que lidam com recursos naturais ou têm potencial para impactar o meio ambiente enfrentam riscos legais significativos se ignorarem as leis ambientais.

O licenciamento ambiental é mais do que um mero procedimento burocrático. É um certificado de responsabilidade ambiental, uma garantia de que a empresa está operando de acordo com as leis ambientais e minimizando seu impacto no meio ambiente.

Para empresas nos setores de madeira, mineração, petróleo e energia elétrica, a falta de um licenciamento ambiental adequado pode acarretar consequências graves. Multas substanciais, danos à reputação e até mesmo ações judiciais são algumas das repercussões de não seguir as normativas ambientais.

Prosseguiremos agora com uma análise mais detalhada sobre as empresas que mais necessitam deste licenciamento e a regulamentação pertinente.

Afinal, quais empresas precisam de licenciamento ambiental?

O licenciamento ambiental é uma exigência para uma ampla gama de empresas, especialmente naquelas que que operam em setores com alto potencial de impacto ambiental. As indústrias, empresas de mineração, transporte, terminais e depósitos, obras civis e atividades agropecuárias são apenas alguns exemplos de empresas que geralmente precisam de licenciamento ambiental. No entanto, o processo pode variar dependendo do tipo de atividade e do impacto ambiental potencial.

Empresas em áreas com menor potencial de poluição, tais como funções administrativas, comércio, produção intelectual e hotelaria, podem não estar sujeitas ao licenciamento ambiental. No entanto, a presença de armazenamento ou queima de produtos químicos, bem como atividades industriais, altera essa condição.

A responsabilização legal para empresas que não aderem ao licenciamento é orientada por normativas fundamentais como o Decreto 99.274/90 e a Resolução 237/97 do CONAMA, que regulamentam a Lei nº 6.938/81. Desrespeitar estas leis pode resultar em penalidades severas, incluindo multas pesadas e danos à reputação da empresa.

Portanto, cabe às empresas compreender o processo de licenciamento ambiental e tomar as medidas apropriadas para assegurar que estão em conformidade. No próximo tópico, detalharemos as etapas envolvidas no processo de licenciamento ambiental.

rocha cerqueira

Etapas para Licenciamento Ambiental

O processo de licenciamento ambiental é um procedimento complexo que envolve O processo de licenciamento ambiental envolve diversas etapas. Vamos indicar cada uma delas, para você deve se atentar para o fato de que elas ai podem ter variações.

  1. Abertura de processo: A empresa deve preencher um requerimento e apresentá-lo ao órgão ambiental competente, juntamente com os documentos necessários. Este é o início formal do processo de licenciamento ambiental.
  2. Triagem e enquadramento: O órgão ambiental avalia a solicitação e determina o tipo de licença necessária. Esta decisão é baseada na atividade da empresa e no potencial impacto ambiental. Por exemplo, uma empresa de mineração pode precisar de uma licença diferente de uma empresa de transporte.
  3. Definição de escopo: O órgão ambiental define o escopo do estudo ambiental. Isso pode incluir a avaliação do impacto ambiental, o plano de controle ambiental e outros requisitos específicos para a atividade da empresa.
  4. Elaboração do estudo ambiental: A empresa realiza o estudo ambiental de acordo com o escopo definido. Este estudo deve ser realizado por profissionais qualificados e pode incluir avaliações de impacto ambiental, planos de controle ambiental, entre outros.
  5. Análise de conformidade: O órgão ambiental analisa o estudo ambiental para verificar se está em conformidade com as leis e regulamentos ambientais. Esta análise pode incluir a verificação da adequação dos métodos utilizados, a validade dos dados coletados e a eficácia das medidas de mitigação propostas.
  6. Requerimento de licença: Com base na análise de conformidade, a empresa solicita a licença ambiental. Este requerimento deve ser acompanhado de todos os documentos necessários, incluindo o estudo ambiental e qualquer outra documentação relevante.
  7. Envolvimento público: Dependendo do tipo de licença e do potencial impacto ambiental, pode haver uma etapa de envolvimento público. Isso permite que a comunidade afetada pela atividade da empresa tenha a oportunidade de expressar suas preocupações e fazer perguntas.
  8. Análise técnica: O órgão ambiental realiza uma análise técnica do requerimento de licença e do estudo ambiental. Esta análise é realizada por especialistas na área e pode incluir a avaliação da adequação das medidas de mitigação propostas, a validade dos dados coletados e a conformidade com as leis e regulamentos ambientais.
  9. Tomada de decisão: Com base na análise técnica, o órgão ambiental decide conceder ou não a licença ambiental. Esta decisão é baseada em uma avaliação cuidadosa do impacto ambiental potencial da atividade da empresa e da eficácia das medidas de mitigação propostas.
  10. Pagamento: Se a licença for concedida, a empresa deve pagar as taxas associadas. Estas taxas variam dependendo do tipo de licença e da natureza da atividade da empresa.
  11. Acompanhamento: Após a concessão da licença, a empresa deve cumprir todas as condições estabelecidas na licença. O órgão ambiental realiza o acompanhamento para garantir a conformidade. Isso pode incluir inspeções regulares e a revisão de relatórios de monitoramento.

Órgãos competentes e tipos de Licenças

As especificidades do licenciamento ambiental podem variar conforme a jurisdição federal, estadual ou municipal. Cada estado e cidade podem ter suas próprias leis e regulamentos específicos sobre o licenciamento ambiental. Portanto, é altamente recomendável que as empresas consultem profissionais especializados e revisem as legislações estaduais e municipais específicas na área de localização do empreendimento. Isso garantirá que a empresa esteja em conformidade com todas as leis e regulamentos aplicáveis e evitará possíveis penalidades ou atrasos no processo de licenciamento.

Identificar o órgão ambiental competente é um passo crucial no processo de licenciamento ambiental. Os órgãos de licenciamento podem variar de acordo com a localização e o tipo de atividade da empresa. Isso pode incluir o IBAMA em nível federal, bem como órgãos estaduais e municipais. Além disso, é importante determinar o tipo de licença a ser requerida. Isso pode variar dependendo da atividade da empresa e do potencial impacto ambiental.

As licenças podem incluir

  • Licença Prévia (LP),
  • Licença de Instalação (LI),
  • Licença de Operação (LO),
  • Licenciamento Ambiental Simplificado e
  • Dispensa.

Cada tipo de licença tem suas próprias exigências e é solicitado em diferentes momentos do projeto. Portanto, é importante que as empresas entendam os requisitos específicos para cada tipo de licença e planejem adequadamente para garantir que todas as etapas do processo de licenciamento sejam concluídas de maneira oportuna e eficiente.

Solução para monitoramento de condicionantes do Licenciamento ambiental

O processo de licenciamento ambiental é complexo e envolve muitas variáveis. No entanto, com o Qualifica NG, essa complexidade é gerenciada de forma eficaz. Esta ferramenta robusta da Rocha Cerqueira, projetada para a gestão de alta performance dos requisitos legais, oferece uma solução abrangente para o licenciamento ambiental, independentemente de sua localização

Este sistema permite o mapeamento de todas as licenças necessárias, a criação de planos de ação para a gestão de condicionantes de cada licença, e uma visão completa em formato de calendário para uma programação eficiente das atividades. Com alertas personalizados e um painel de controle intuitivo, os gestores podem tomar decisões estratégicas de maneira proativa.

Além disso, o Qualifica NG é complementado pela expertise jurídica de advogados especializados em auditoria ambiental. Estes profissionais trazem um conhecimento aprofundado e a atenção necessária para revisar e registrar cada condicionante legal, permitindo que as empresas possam atender adequadamente a essas exigências, cumprindo o ciclo da gestão ambiental com eficiência e estratégia.

Se a gestão eficiente das obrigações legais da sua empresa é o que você busca, então é hora de dar um passo adiante. Convidamos você a explorar as possibilidades com um de nossos consultores especializados. Descubra como o Qualifica NG tem um solução diferenciada para o acompanhamento estratégico das licenças ambientais.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Solicite seu Calendário das Obrigações Ambientais

Preencha o formulário abaixo com seus dados e receba o calendário solicitado em seu endereço de e-mail.

    Possui ou busca qual(s) certificação(s)?

    Cargo/função na empresa

    Você deseja receber o Calendário de qual estado?

    Alagoas será enviado

    Bahia será enviado

    Ceará será enviado

    Espírito Santo será enviado

    Goiás será enviado

    Maranhão será enviado

    Mato Grosso será enviado

    Minas Gerais será enviado

    Pará será enviado

    Paraíba será enviado

    Pernambuco será enviado

    Rio de Janeiro será enviado

    Rio Grande do Norte será enviado

    Rio Grande do Sul será enviado

    Rondônia será enviado

    São Paulo será enviado

    Tocantins será enviado