JÁ SOU CLIENTE

Fale conosco

JÁ SOU CLIENTE

A Norma ABNT NBR 14725 atualizada: entenda as mudanças

ABNT NBR 14725

Índice deste artigo:

A indústria química é uma das maiores e mais complexas do mundo. No Brasil, ela se desenvolve seguindo uma série de regulamentações que visam garantir a segurança, a saúde do trabalho e preservação do meio ambiente. Entre essas regulamentações, destaca-se a norma ABNT NBR 14725, que recentemente passou por uma revisão profunda, sendo a atualização mais relevante desde 2009.

O caminho para a recente atualização da NBR 14725

Desde sua última grande atualização, em 2009, o mundo viu muitas mudanças em termos de ciência, tecnologia e práticas industriais. Consequentemente, era vital que a norma acompanhasse essas mudanças, principalmente considerando a adoção crescente do Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS).

Para poder reafirmar a posição do Brasil como um país comprometido com padrões internacionais rigorosos, após um processo de revisão, em 3 de julho de 2023, a nova norma foi publicada.

Não apenas foi alinhada à sétima revisão do Purple Book; esta NBR também trouxe transformações notáveis em várias frentes, especialmente nas FISPQs/FDSs e na rotulagem.

As empresas terão até o dia 04 de julho de 2025 para se adaptarem completamente às novas diretrizes. Por isso, é muito importante já conhecer as mudanças para dimensionar possíveis investimentos e prazos.

O que há de novo na NBR 14725

A nova versão da ABNT NBR 14725 não é apenas uma revisão, mas uma transformação. A norma anteriormente fragmentada em quatro partes agora é unificada, resultando em um documento mais extenso e abrangente. Essa reestruturação facilita a compreensão e sua aplicação.

Além disso, a norma foi alinhada com a sétima revisão do Purple Book, refletindo o compromisso do Brasil com padrões internacionais. Isso significa que as empresas brasileiras agora têm um guia mais alinhado com as melhores práticas globais.

Inovações importantes foram a adição de novas Classes de Perigo, como Explosivos Dessensibilizados e Perigoso à Camada de Ozônio. A inclusão de agentes biológicos, materiais atérmicos e criogênicos reflete o reconhecimento de perigos emergentes e a necessidade de abordá-los adequadamente.

Certamente, o que elencamos aqui é apenas uma síntese das principais alterações, e conhecer todos os detalhes é fundamental. Por isso uma leitura atenta do texto integral é premissa para as empresas se prepararem. Mas há uma alteração importante que também trazemos a seguir:

Impacto nas FISPQs/FDSs

O novo formato da norma impactou diretamente as Fichas de Informação de Segurança de Produtos Químicos (FISPQs).

Em relação ao conteúdo, a essência permaneceu consistente com as 16 seções obrigatórias, porém detalhes significativos foram ajustados.

Um dos destaques é a seção 9, que agora inclui “características da partícula” para produtos sólidos.

Além disso, foram implementadas alterações nas frases de perigo (Frases H) e frases de precaução (Frases P), com a introdução de novas frases e modificações em algumas já existentes.

Como elaborar uma FDS (Ficha com Dados de Segurança)

A Ficha de Dados de Segurança (FDS) é um documento que fornece informações importantes sobre um produto químico, incluindo seus perigos, como manuseá-lo com segurança e o que fazer em caso de emergência.

Rocha Cerqueira

A elaboração da FDS é obrigatória para todos os produtos químicos comercializados no Brasil, de acordo com a norma ABNT NBR 14725.

Procedimentos básicos para a criação de uma FDS

Antes de começar a escrever a FDS, é importante realizar os seguintes procedimentos:

  • Levantamento de dados: Buscar informações com base no número CAS para cada uma das substâncias do produto. Análise de estudos e levantamento dos dados mais confiáveis.
  • Domínio da regulamentação: Conhecer as regulamentações aplicáveis à FDS, como a ABNT NBR 14725, NR-15, NR-7, Resolução n° 5947 da ANTT, IATA, IMDG, etc.
  • Conhecimento multidisciplinar: A FDS é um documento com informações de diversas áreas, como química, segurança, meio ambiente, etc.
  • Atenção e paciência: A elaboração da FDS requer atenção e cuidado para evitar erros.
  • Atualização: As regulamentações são atualizadas periodicamente, por isso é importante manter a FDS atualizada.

Checklist da conformidade com a norma ABNT NBR 14725:

  • A FDS está atualizada de acordo com a norma ABNT NBR 14725?
  • A FDS está escrita em português claro e conciso?
  • A FDS está disponível em todos os idiomas relevantes?
  • A FDS está disponível em formato eletrônico e impresso?
  • A FDS está disponível para download gratuito?
  • A FDS é distribuída com o produto químico?

Ao seguir este checklist, é possível garantir que a FDS seja completa e precisa, fornecendo as informações necessárias para a segurança dos trabalhadores, do meio ambiente e da população em geral.

Aqui estão algumas dicas para elaborar uma FDS:

  • Inicie com uma pesquisa completa sobre o produto químico. Isso inclui a coleta de dados de fichas de dados de segurança de produtos similares, literatura técnica e pesquisas científicas.
  • Use um modelo de FDS para guiar o seu processo. Existem vários modelos disponíveis online e em publicações técnicas.
  • Revise a FDS com cuidado antes de distribuí-la. Certifique-se de que todas as informações estão corretas e atualizadas.

A elaboração de uma FDS é uma tarefa importante que deve ser realizada com cuidado. Ao seguir as dicas acima, você pode garantir que a FDS do seu produto seja completa e precisa, fornecendo as informações necessárias para a segurança de todos.

Revisão dos Rótulos GHS

A atualização da norma exigirá que as empresas revisitem e modifiquem os rótulos GHS. Novas classificações de perigo, acompanhadas de frases H e P atualizadas, implicam a necessidade de reformulação da rotulagem, garantindo que todas as informações estejam alinhadas à nova norma.

O impacto para as empresas

Toda mudança regulatória traz desafios, e com a ABNT NBR 14725 não é diferente. As empresas precisarão investir em treinamento, revisão de documentos e, possivelmente, alterações em seus produtos. A tarefa pode ser mais onerosa para empresas maiores com uma gama diversificada de produtos.

Entretanto, as empresas que conseguirem se adaptar rapidamente ganharão uma vantagem competitiva, demonstrando seu compromisso com a segurança e a responsabilidade química.

O que fazer para se preparar

Quando falamos sobre atualização regulatória, os impactos podem ser de diferentes aspectos. Em relação à atualização da norma NBR 14725, tudo vai depender do tamanho da empresa, da quantidade de produtos que a empresa comercializa e da equipe destinada à gestão desses produtos.

Para se adequarem à nova norma, as empresas terão que empreender uma série de ações. Treinamentos serão cruciais, uma vez que os funcionários precisarão entender profundamente as mudanças. A documentação, que é a espinha dorsal da conformidade, precisará ser revista e, em muitos casos, reescrita.

Dadas as mudanças, as empresas devem iniciar um processo interno de revisão e treinamento. Identificar as áreas afetadas pela nova norma, revisar FISPQs e rótulos, e capacitar equipes são etapas cruciais. Contar com um sistema como o Qualifica NG pode simplificar este processo, garantindo uma transição mais suave e uma gestão mais eficiente a longo prazo.

O Sistema Qualifica NG e sua Relevância

No contexto de adaptação a uma nova realidade normativa, o Qualifica NG emerge como uma ferramenta valiosa. Trata-se de um sistema integrado que alia gestão de requisitos legais a indicadores ESG e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) de forma eficaz e segura.

Algumas das vantagens do Qualifica NG incluem:

  1. Banco de Dados Atualizado: Com um time especializado de advogados da Rocha Cerqueira Sociedade de Advogados, o Qualifica NG oferece atualizações diárias das legislações municipais, estaduais e federais pertinentes ao seu negócio.
  2. Gestão Eficiente de Requisitos: A plataforma descomplica o gerenciamento, agregando todas as informações em um único local, de maneira intuitiva. Permite responder simultaneamente a diversas obrigações em várias unidades empresariais.
  3. Gestão de Normas Técnicas: O Qualifica NG oferece uma ferramenta robusta para gerir normas técnicas, incluindo NBR’s, ISO’s e ABNT’s. Quando essas normas se tornam vinculantes por legislação, a plataforma, com seus checklists preparados por advogados experientes, assegura a conformidade e eficaz gestão dos requisitos essenciais ao seu negócio.
  4. Notificações e Dashboards: Por meio de notificações por e-mail e dashboards com gráficos intuitivos, é possível manter um controle real-time da conformidade legal e priorizar ações.
  5. Atendimento Especializado: A plataforma elimina burocracias e garante o apoio de especialistas prontos para auxiliar na conformidade e sucesso da sua empresa.

A nova ABNT NBR 14725 simboliza a evolução do Brasil na adoção de padrões internacionais rigorosos. Embora sua implementação possa representar desafios iniciais, para empresas que buscam excelência e agilidade nessa adaptação, conhecer o Qualifica NG é essencial. Esta ferramenta promete ser a chave para uma transição bem-sucedida neste novo ambiente regulatório.

Conhecer o Qualifica NG
Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Solicite seu Calendário das Obrigações Ambientais

Preencha o formulário abaixo com seus dados e receba o calendário solicitado em seu endereço de e-mail.

    Possui ou busca qual(s) certificação(s)?

    Cargo/função na empresa

    Você deseja receber o Calendário de qual estado?

    Alagoas será enviado

    Bahia será enviado

    Ceará será enviado

    Espírito Santo será enviado

    Goiás será enviado

    Maranhão será enviado

    Mato Grosso será enviado

    Minas Gerais será enviado

    Pará será enviado

    Paraíba será enviado

    Pernambuco será enviado

    Rio de Janeiro será enviado

    Rio Grande do Norte será enviado

    Rio Grande do Sul será enviado

    Rondônia será enviado

    São Paulo será enviado

    Tocantins será enviado